terça-feira, 30 de março de 2010

A Lenda de Tróia

Enigmas

A guerra de Tróia pode ter sido um grande conflito bélico entre gregos e troianos, possivelmente ocorrido entre 1300 a.C. e 1200 a.C. (fim da Idade do Bronze no Mediterrâneo). Segundo o poeta-épico, Homero, a guerra foi motivada pelo rapto de Helena, rainha de Esparta, por Páris, príncipe de Tróia.
Tróia é hoje o nome de um sítio arqueológico em Hissarlik, na Anatólia, próximo à costa em que está hoje a província turca de Çanakkale, a sudoeste do Monte Ida.
Uma nova cidade foi fundada no sítio no reinado do imperador romano Augusto. Floresceu até o estabelecimento de Constantinopla, e declinou gradualmente durante os tempos bizantinos.
Nos anos 1870 o arqueólogo alemão Heinrich Schliemann escavou a área. As escavações revelaram várias cidades construídas em sucessão umas sobre as outras. Uma das cidades (Tróia VII) é frequentemente identificada como a Tróia homérica.

A Troia lendária;

De acordo com a mitologia grega, os troianos foram os antigos cidadãos de Tróia na Anatólia (actual Turquia). (Embora parte da Ásia, Tróia é apresentada na lenda como parte da cultura grega de cidades-estados.) Tróia era conhecida por seus ricos ganhos do comércio portuário com o leste e o oeste, roupas pomposas, produção de ferro e massivas muralhas de defesa.
O domínio troiano na Anatólia foi trocada pela dinastia heracleida em Sardes que governou por 505 anos até a época de Candaules. Os jónicos, cimérios, frígios, milésios de Sinop e lídios deslocaram-se dentro da Anatólia. Os persas invadiram-na em 546 a.C..
Alguns troianos famosos foram: Dardano (fundador de Tróia), Laomedonte, Ganímedes, Príamo, Páris, Heitor, Enéias, Teucro, Esaco, Enone, Titono, Memnon.

Enigmas

Reza a Lenda que Helena era a mulher mais bela do mundo,esposa de Menelau, rei de Esparta, que a conquistara disputando contra vários outros reis pretendentes com a ajuda de Ulisses (Odisseu) rei de ítaca e Agamênon rei supremo de Micenas e de toda a Grécia, tendo todos jurado lealdade ao marido de Helena e sempre protegê-la, qualquer que fosse o vencedor da disputa.
Quando Páris foi a Esparta em missão diplomática, apaixonou-se por Helena e ambos fugiram para Tróia, enfurecendo Menelau. Este foi pedir ajuda a seu irmão que a conselho de Nestor(rei de Pilos), um de seus conselheiros, apelou aos antigos pretendentes de Helena, lembrando o juramento que haviam feito. Agamenon então assumiu o comando de um exército de mil navios e atravessou o mar Egeu para atacar Tróia sub o auxílio de Ulísses(que fingiu-se de louco para não ir a guerra sabendo que se partisse passaria 20 anos sem regressar ao seu reino), levando consigo grandes Guerreiros como Aquiles, Ajax, o pequeno Ajax, Diomedes, Idomeneu entre outros. As naus gregas desembarcaram na praia próxima a Tróia e iniciaram um cerco que iria durar dez anos e custaria a vida a muitos heróis de ambos os lados. Dois dos mais notáveis heróis a perderem a vida na guerra de Tróia foram Heitor,irmão mais velho de Páris(que foi morto por Aquiles por vingança por ter matado seu amante Pátroclo) e Aquiles.
Mas finalmente, a cidade foi tomada graças ao artifício concebido por Odisseu (Ulisses): fingindo terem desistido da guerra, os gregos embarcaram em seus navios, deixando na praia um enorme cavalo de madeira, que os troianos decidiram levar para o interior da sua cidade, como símbolo de sua vitória, apesar das advertências de Cassandra. À noite, quando todos dormiam, os soldados gregos, que se escondiam dentro da estrutura ôca de madeira do cavalo, saíram e abriram os portões para que todo o exército (cujos navios haviam retornado, secretamente, à praia), invadisse a cidade.


Enigmas

Apanhados de surpresa, os troianos foram vencidos e a cidade incendiada. As mulheres (inclusive a raínha Hécuba, a princesa Cassandra e Andrômaca, viúva do principe Heitor) foram escravizadas. O rei Príamo e a maioria dos homens foram mortos (um dos poucos sobreviventes foi Enéas, príncipe de Lirnesso que fugiu de Troia carregado seu pai Anquises, já idoso, sobre os ombros).
E assim, Menelau recuperou sua esposa, Helena (tendo matado Deifobo, com quem ela se casara, após a morte de Páris), e levou-a de volta a Esparta. Agamênon foi morto por sua esposa que lhe roubou o trono e Odisseu como profetizado passou com o fim da guerra(que durou dez anos) mais dez anos vagando pelo mar, até chegar a Ítaca vestido de mendigo para provar a fidelidade de Penélope sua esposa, que estava cheia de pretendentes ao casamento e consequentemente ao trono, porém ela os enganara durante 20 anos até o retorno de seu marido que ao descobrir tudo o que se passou na sua ausência, matou seu inimigos com a ajuda do seu filho.

quarta-feira, 24 de março de 2010

A Cidade Perdida dos Incas

Enigmas

Machu Picchu,na língua quechua;"Machu Pikchu"("Pico Velho"),é também chamada "A cidade perdida dos Incas".É uma cidade pré-colombiana,situada no topo de uma montanha,a 2.057 metros de altitude,no vale do rio Urubamba,no Perú,escondida na floresta verdejante,rodeada de outras montanhas sagradas e com um alinhamento celestial quase perfeito.Foi mandada construir pelo soberano Inca Pachacuti,no século XV.
Esta misteriosa cidade foi descoberta pelo professor norte americano Hiram Bingham(chefe de uma expedição da Universidade de Yale)a 24 de Julho de 1911.Bingham era antropólogo,historiador e explorador aficcionado na arqueologia.Na altura,contudo,tentava descobrir a cidade dos descendentes Incas;Vilcabamba,mas ao entrar no canyon de Urubamba,um camponês informou-o da existência de ruìnas,no cimo de Macchu Picchu.Embora céptico,conhecedor de muitos mitos que existem sobre as cidades perdidas ,foi conduzido por um menino(filho de pastores residentes perto do local )ao cerro,encontrando a cidade invadida pela vegetação tropical e víboras.Enquanto inspeccionava as ruínas,anotando apontamentos,cada vez se assombrava mais.Regressou á cidade,em 1912,1914 e 1915 e diversos exploradores levaram mapas, exploraram a área e arredores,detalhadamente.

Enigmas

Nas suas escavações,não muito ortodoxas,encontrou vários objectos em bronze,cobre,prata e pedra,não encontrando nada em ouro,mas convencendo-o,de que as ruínas remontavam ao esplendor do período Inca.
A cidade é dividida por duas grandes áreas;a agrícola,formada por terraços e recintos onde armazenavam os alimentos;e a urbana,onde se destaca a zona sagrada,com templos,praças e palácios.Há diversas teorias sobre a sua função,a mais aceita é que foi construída para supervisionar a economia das regiões conquistadas e com o propósito secreto de proteger o soberano Inca e seu séquito mais próximo em caso de ataque.Os caminhos que levavam á cidade eram proíbidos á população comum,pois o segredo era a principal defesa militar.Os recintos mais conhecidos são:O "Acllawasi"("casa das escolhidas"),um templo das sacerdotizas.O "Intiwatana",o relógio solar,que marcava as estações do ano.Em 1997 um incêndio destruiu parte da vegetação da cidade.Macchu Picchu é dos dos locais mais bonitos e enigmáticos do Mundo,sem dúvida merecendo ser uma das 7 maravilhas do Mundo.

Enigmas

terça-feira, 16 de março de 2010

Pompeia & Herculano

Enigmas

Subterradas na lama vulcânica,há quase 2000 anos,estas antigas cidades de veraneio romano,junto á baía de Nápoles,emergiam do seu longo sono,como uma das mais ricas descobertas arqueológicas de todos os tempos.
Ao alvorecer do dia 24 de Agosto de 79 d.C,ninguém poderia adivinhar a catástrofe que vìria a acontecer.A baía estava azul e parecia um espelho,não havendo sequer uma nuvem no céu.Embora já se tivesse sentido,há alguns dias atrás,ligeiros tremores de terra,na vizinhança.Tais abalos não eram raros e podiam tornar-se violentos,mas nada de muito grave.Naquela manhã,em Herculano celebrava-se festejos em homenagem ao Imperador Augusto(falecido á muito tempo),havendo jogos,teatro,malabaristas...As ruas tinham um enorme frenesim humano.De repente um som violento fendeu os ares,o solo estremeceu e rompeu-se,a luz do Sol escondeu-se por detrás de um nevoeiro cinzento,que sufocavam as narinas e de repente,uma nuvem gigantesca com forma de cogumelo,elevou-se ao céu.O terror varreu as ruas e toda a parte,era o "salve-se quem puder".Ao mesmo tempo a sul,Pompeia tinha o mesmo fim dramático.A terrível notícia chegou a Roma.

Enigmas

O Imperador Tito prestou auxílio de emergência,despendendo fundos,não só do Estado,mas recursos particulares,também,pois outros locais foram afectados.Com o passar dos tempos,Pompeia e Herculano foram esquecidas e só no Renascimento,os italianos descobriram antigos manuscritos,que citavam as duas cidades,mas a localização era um mistério.Em 1709,ao ser cavado um poço,num mosteiro(que tinha sido construído),encontraram-se uma fileira de cadeiras da galeria do teatro de Herculano,e pedaços de mármore raro.
Um príncipe austríaco(que naquela altura,ocupava a Itália),quis perfurar túneis de exploração.O que ele desejava era saquear o local,e tirar o mármore.Nunca compreendeu a natureza da sua descoberta:uma cidade antiga absolutamente intacta.Só em 1738,o Teatro foi identificado como tal,e iniciaram-se as escavações arqueológicas.Pompeia foi a seguir.
Hoje,muito dos segredos das duas cidades foram revelados.Casas,ruas,lojas intactas;figuras humanas e animais mumificadas,jazem no seu terror,dor na hora da morte,eternamente.Mas muito,ainda, terão para nos revelar!

Enigmas

segunda-feira, 15 de março de 2010

O Mito de Atlântida

Enigmas

Atlântida ou Atlantis teria sido uma ilha,cuja existência ou localização nunca foi confirmada.Originalmente,seu nome foi nomeado em Timeu e Crítias,dois diálogos do filósofo grego Platão(427-347a.C.).Conta-nos que Solòn,nas suas viagens ao Egipto,questiona um sacerdote,que vivia em Sais(no Delta do Nilo),e que lhe fala de uma guerra perdida,em tempos ancestrais,entre os atenienses e o povo da Atlântida.Segundo o sacedote esse povo viveria numa ilha localizada para além dos pilares de Heracles,onde o Mediterrâneo acabava e o Oceano Atlântico começava.
Na mitologia,desse tempo,Atenas era dedicada á Deusa Atena e Hefesto,mas a ilha era o reino de Posídon,Deus dos mares.A ilha era dividida em dez reinos,no centro da ilha situava-se o templo consagrado a Posídon(cujos muros cobertos de ouro resplandecia ao Sol),onde os dez governantes se reuniam,uma vez por ano.A reunião marcava o ínicio de uma cerimónia religiosa,onde,cada um,dos reis tentava caçar um touro;uma vez caçado o touro,bebiam o seu sangue e comiam a sua carne.

Enigmas

Atlântida seria uma ilha de extrema riqueza,quer vegetal,quer mineral(ouro,prata,cobre, ferro,petróleo,etc).Os reis construíam ínumeras pontes,canais e passagens fortificadas,com muros revestidos do lado exterior de bronze e do lado interior de estanho,entre estes,os edificíos de pedras brancas,vermelhas e pretas eram consruídos.Pouco mais se sabe desta lendária ilha,segundo Platão,teria sido destruída por uma catástrofe natural(terramoto ou maremoto),cerca de 9000,antes da sua era.Crê-se ainda,que os atlantes teriam sido vitímas da sua ambição de conquistar o Mundo e teriam sido dizimados pelos atenienses,nessa tentativa.Outra tradição chega-nos de Diodorus Siculus,em que os atlantes eram vizinhos dos líbios e que teriam sido atacados e destruídos pelas amazonas.Outra lenda diz-nos que este povo era muito mais evoluído,de que os outros, e que teria predito a sua destruição,fugindo para Africa,sendo os antigos egipcíos,descendentes da cultura de Atlântida.Segundo alguns investigadores teria sido uma metáfora,referindo-se ao Dilúvio,e que teria sido interpretada,por diversos povos,por tradições orais e segundo as suas culturas próprias.Há várias possíveis localizações,alguns estudiosos sugerem que poderia ter-se situado sobre a Dorsal Atlântica,da qual faz parte os Açores,Madeira,Canárias e Cabo Verde.

Enigmas

Esta teoria baseia-se em coincidências,como a as pirâmides na América,serem semelhantes ás do Egipto,facto que poderia ser explicado com um povo no meio do oceano,que poderia levar,de um lugar ao outro,os seus conhecimentos avançados.Isso também explicaria a ausência de vestigíos deste povo.Outros estudiosos acreditam que esse continente-ilha seria de facto na América,e o seu povo avançado seria ou o povo de Chavin(Cordilheira dos Andes)ou os Olmecas(América Central),cujo uso de ouro e pedras preciosas é bem conhecido.Para alguns arqueológos e historiadores,a Atlântida poderia ser uma mitificação da cultura minóica(Creta).A médium Helena Petrovna Blavatsky (fundadora da Teosofia),no seu livro "A Doutrina Secreta",descreve com detalhes a raça atlante,seu continente,cultura,ciência e religião.